G-3H434S0DKZ
Mobirise

Como podes reduzir a tua ansiedade


Sentir medo é muito normal, é um aviso para situações perigosas. A frequência cardíaca e a respiração aumentam, a pressão arterial aumenta e os músculos ficam tensos. O teu corpo está pronto para agir: fugir, lutar ou congelar.
Quando o perigo não for real, mas ainda sentires medo, por exemplo quando pensas em multidões, fazer compras, voar, atender o telefone, estar sozinho ou no futuro, o teu corpo pode reagir com suores, tremores, sensação de tontura, dificuldade para respirar e palpitações, e podes entrar em pânico.

Lê aqui o que tu podes fazer para reduzir os teus sintomas de ansiedade:

Come mais vegetais – Pode ser o oposto do que desejas quando estás stressado, mas os espinafres e outros vegetais de folhas verdes são ricos em magnésio, um mineral essencial em mais de 300 reações químicas no corpo. O magnésio ajuda a prevenir a ansiedade.

Inclui atividade física diariamente - A aspiração e outras tarefas domésticas físicas são boas para a condição psicológica. O mesmo vale para jardinagem, caminhadas e desporto. Aqueles que se exercitam dessa maneira por pelo menos vinte minutos por semana têm menos ansiedade e stress. O desporto parece ajudar melhor, o que reduz o stress em 30%. A afirmação é de acordo com uma pesquisa entre escoceses, publicada na revista inglesa British Journal of Sports Medicine.

Meditação ou relaxamento 3 vezes por dia - Fazer um tempo para meditar regularmente traz muito mais do que só relaxamento. Faz com que durmas melhor, que te consigas focar mais facilmente, que tenhas menos medos e menos stress. Meditar diariamente ajuda-te a experienciar mais paz e sossego. Há muitas aplicações grátis disponíveis que te podem ajudar com isso. Faz uma pequena pausa 3 vezes por dia para descansar o corpo e a mente.


Mobirise

Foque em ideias positivas - Pensa em coisas positivas e o teu subconsciente vai ajudar-te a encontrar e experimentar mais coisas positivas.

Reduza a cafeína e corta o álcool da rotina - A cafeina estimula a liberação da hormona do stress, a adrenalina, no teu cérebro, o que faz com que te sintas mais stressado. Por causa disto podes ficar com inquietações, tremores, tonturas, um zumbido nos ouvidos e palpitações. Com o efeito narcótico do álcool abafa-se o sentimento de ansiedade a curto prazo. Mas, o álcool não só faz com que as queixas continuem a existir, a longo prazo, uso excessivo de álcool faz com que fiques ainda mais ansioso/a.

Perdoa os teus erros - O que aconteceu no passado pode incomodar as emoções ou os sentimentos que tens hoje. Ninguém é perfeito e todos cometemos erros. Quando aceitas os teus erros do passado e aprendes com eles, isso dá um alívio enorme e dá um sentimento de que te saiu um peso dos ombros. Impede que repitas os erros do passado no futuro. Perdoar-te muitas das vezes não é fácil, mas vale a pena. Pensa, por exemplo, em que tipo de lição consegues tirar desse erro, mostra que consegues mudar e que te arrependes, pensa no futuro e acima de tudo, tenta amar-te a ti própria, mesmo com as tuas falhas.

Para de te comparar com os outros - Existem 7 mil milhões pessoas únicas neste mundo. Pessoas únicas, de todas as idades e culturas, todas diferentes. Todas com a sua própria maneira de pensar, ver, ouvir e sentir. Maneiras próprias de ficar triste, ansioso e, claro, feliz. Felizmente, ter o controlo sobre o teu próprio cérebro está a ganhar cada vez mais atenção e reconhecimento. Não podemos ser todos etiquetados igualmente, não é verdade?

Pede ajuda quando precisares - Muita gente pensa que pedir ajuda é um sinal de fraqueza. Pelo contrário. É um sinal de força. Origina contacto e ligação. Toda a gente pode usar alguma ajuda de vez em quando, mesmo as pessoas que não o mostram por fora. Em pedir ajuda para ti, também mostras a outras pessoas que não tem mal em fazerem o mesmo. Precisas de ajuda? Aproveita a oportunidade e pede!



                 


© Copyright 2021 SeLindaMente. All Rights Reserved.

Mobirise website builder